Digite a palavra-chave

A busca é efetuada em todas as páginas do site e abrange todo o seu conteúdo.
Página principal




ARTIGOS



SUSTENTABILIDADE

A Bovespa lançou em 2005 o Índice de Sustentabilidade Empresarial – ISE respondendo à demanda de investidores por empresas socialmente responsáveis, sustentáveis e rentáveis, para fins de aplicação de recursos, ressalta Fabio Feldmann (Relatório anual 2009 do Banco Safra).

2. O ISE, criado a exemplo do Dow Jones Sustainability Index – DJSI instituído pela Bolsa de Valores de Nova Iorque, atua como importante indutor de boas práticas no meio empresarial brasileiro. Tornou-se referencial no mercado nacional para os investimentos social e ambientalmente responsáveis.

3. Na perspectiva do investidor, as empresas integrantes da carteira do ISE geram valor importante para o acionista a longo prazo, porquanto estão mais preparadas para enfrentar os desafios econômicos, ambientais e sociais.

4. Muitas empresas brasileiras já adotam a prática de elaboração de relatórios de sustentabilidade de acordo com as diretrizes do Global Reporting Initiative – GRI, organização não governamental criada em 1997.

5. A partir desses relatórios, as empresas mostram aos seus ´stakeholders´ o grau de alinhamento de seus negócios ao princípio do ´Triple Bottom Line´, levando em conta os aspectos sociais, econômicos e ambientais.

6. O Itaú Unibanco e a Brasil Foods são as empresas mais transparentes do Ibovespa com base em critérios relacionados à governança corporativa, gestão sustentável e responsabilidade socioambiental, segundo a consultora Management & Excellence – M&E (DCI, São Paulo, 20 ago. 2010, p. B2).

7. Num cenário de preocupação mundial com a sustentabilidade, o Banco do Brasil abraçou publicamente a causa da água. Como iniciativa voltada para a defesa desse precioso recurso natural, foi assinado em 22 mar. 2010, Dia Mundial da Água, Protocolo de Intenções para o desenvolvimento do Programa Água Brasil com a Agência Nacional de Águas – ANA, a WWF Brasil e a Fundação Banco do Brasil – FBB (Relatório da Administração – semestre encerrado em 30 jun. 2010 do Banco do Brasil. Valor, São Paulo, 23 ago. 2010, p. A13).

8. Por milhares de anos, os seres humanos satisfizeram suas necessidades utilizando só os juros do ´capital natureza´. O limite crítico ocorreu em 31 dez. 1986, quando a taxa de demanda humana superou a taxa de regeneração da maior parte dos serviços ecológicos de sustentação da vida (biocapacidade). O ´earth overshoot´ foi alcançado em 25 set. 2009. A partir daí, começamos a pedir empréstimos às gerações futuras. A lacuna entre oferta e demanda, conhecida como ´overshoot ecológico´, tem crescido a cada ano (Diário do Nordeste, Fortaleza, 25 ago. 2010, Negócios, p. 8).

9. No 1º semestre de 2010, o planeta ficou quase 0,7 graus acima da média do século XX, certamente como reação da atmosfera pelo aumento da emissão de dióxido de carbono (C02), hoje de 390 partes por milhão (ppm), quando na era pré-industrial se resumia a 280 ppm (id.).

10. Se todos vivêssemos como os cidadãos dos EUA, precisaríamos de outros quatro planetas. No todo, hoje já são consumidos os recursos de um planeta e meio, de acordo com a Global Footprint Network – GFN, organização não governamental (id.).

11. O setor de celulose e papel do Brasil, representado por 220 empresas localizadas em 450 municípios de 17 Estados, é responsável por área imobiliária de 5 milhões de hectares, dos quais 2 milhões são de área plantada para fins industriais e 3 milhões para fins de preservação. As florestas plantadas, um dos maiores sumidouros de carbono do mundo, absorvem quantidade significativa de dióxido de carbono da atmosfera por ano e reduzem os efeitos do aquecimento global, ressalta Horacio Lafer Piva, presidente da Associação Brasileira de Celulose e Papel – Bracelpa.

12. Quem acredita na duração para sempre do crescimento num mundo finito é louco ou economista, diz Kenneth Boulding, economista dos EUA em tom de autoironia (Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 ago. 2010, p. B2).

13. No Brasil, a Política Nacional do Meio Ambiente, regulada pela Lei nº 6.938, de 31 ago. 1981, regulamentada pelo Decreto nº 99.274, de 06 jun. 1990, tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento sócio-econômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana. De acordo com o art. 3º da Lei nº 6.938, entende-se por meio ambiente ‘o conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas’.

14. O Decreto nº 4.339, de 22 ago. 2002, instituiu princípios e diretrizes para a implementação da Política Nacional da Biodiversidade. O Decreto nº 4.703, de 21 maio 2003, dispõe sobre o Programa Nacional da Diversidade Biológica - PRONABIO.

15. O Decreto nº 6.040, de 07 fev. 2007, instituiu a ´Política nacional de desenvolvimento sustentável dos povos e comunidades tradicionais - PNPCT´. Segundo esse normativo, o desenvolvimento sustentável compreende o uso equilibrado dos recursos naturais, voltado para a melhoria da qualidade de vida presente geração e para a garantia dessas mesmas possibilidades às gerações futuras.

EXEMPLOS DE ASPECTOS INTERNOS E EXTERNOS DA SUSTENTABILIDADE

Triple bottom line – TBL

Recursos

Aspectos internos (empresa)

Aspectos externos (sociedade)

Econômico

Uso racional dos recursos econômicos

Alcançar o sucesso econômico da empresa

Alcançar a prosperidade econômica da sociedade

Ambiental

Uso racional dos recursos naturais

Deixar recursos suficientes para atender às necessidades atuais e futuras da empresa

Deixar recursos suficientes para atender às necessidades atuais e futuras da sociedade

Respeito pelos seres vivos

Tratar com respeito os seres vivos dentro das operações da empresa (por exemplo, respeitar os direitos dos animais)

Proteção dos ecossistemas para a sobrevivência dos seres vivos

Prevenir e controlar a poluição dentro da empresa (às vezes, considerado parte da sustentabilidade social)

Prevenir e controlar a poluição do ambiente externo

Social

Respeito pelas pessoas

Respeito pelas necessidades das pessoas dentro da companhia

Respeito pelas necessidades das pessoas fora da companhia

´The sustainability handbook – The complete management guide to achieving social, economic and environmental responsibility´, de William Blackburn, in Relatório anual 2009 do Banco Safra.