Digite a palavra-chave

A busca é efetuada em todas as páginas do site e abrange todo o seu conteúdo.
Página principal




ARTIGOS



ENERGIA EÓLICA

O Ceará inaugura nos próximos dias o Parque Eólico de Praia Formosa, localizado em Camocim (CE), com 50 aerogeradores de 2,1 megawatts – mW de potência, com capacidade instalada de 104,1 mW, o maior do Nordeste. Investimento de R$ 500 milhões, o parque elevará o Ceará à condição de maior produtor de energia eólica do Brasil (Diário do Nordeste, Fortaleza, 12 ago. 2009, Negócios, p. 1).

2. Iniciou suas operações em 20 ago. 2009 o Parque Eólico de Praias de Parajuru, localizado em Beberibe (CE), com 19 aerogeradores de 1,5 MW, com capacidade instalada de 28,8 MW. O investimento somou R$ 101 milhões, iniciativa da Impsa e da CEMIG, responsáveis também pelo Parque Eólico da Praia de Morgado, de 28,8 MW, e pelo Parque Volta do Rio, de 42 MW, ambos em Acaraú (CE), a serem inaugurados até final de out. de 2009. (Diário do Nordeste, Fortaleza, 20 ago. 2009, Negócios, p. 5).

3. Até o fim do ano, 40% da energia consumida no Ceará será eólica, afirma Cid Gomes, governador do Ceará. A capacidade instalada no Ceará atingirá de 1.200 a 1.300 MW (O Povo, Fortaleza, 21 ago. 2009, p. 24).

4. O Ceará já conta com dez parques eólicos, distribuídos no litoral, com capacidade de geração de 283,3 MW de energia, suficientes para atender a 1,65 milhões de habitantes (18% da demanda do Estado) (Diário do Nordeste, Fortaleza, 09 set. 2009, Negócios, p. 1).

5. A capacidade instalada de energia eólica é de 68.948 MW na União Europeia, 29.170 nos EUA, 17.210 na China e apenas 603 no Brasil. A energia eólica participa com apenas 0,53% do nosso potencial energético. A principal matriz é a hidrelétrica (68,55%), seguida do gás (10,52%), biomassa (5,28%), petróleo (4,91%), nuclear (1,75%) e carvão mineral (1,34%) (Folha de S. Paulo, São Paulo, 13 dez. 2009, p. B6).

6. O governo realizou em 14 dez. 2009 o 1º leilão para a compra de energia eólica. O resultado garantiu ao governo a aquisição de 753 MW ao preço médio de R$ 148,00 por MWh, valor próximo de projetos termelétricos. Os vencedores da disputa, num total de 31 empreendedores, investirão entre R$ 7 a R$ 9 bilhões nos projetos de parque eólico, nos próximos 3 anos, e asseguram receita de R$ 19,6 bilhões em 20 anos (Valor, São Paulo, 15 dez. 2009, p. B1).