Digite a palavra-chave

A busca é efetuada em todas as páginas do site e abrange todo o seu conteúdo.
Página principal




ARTIGOS



METAS

A maioria das pessoas reluta em assumir o surgimento de problemas. Mas declarar um problema deve ser uma alegria. Se uma empresa quer vender mais, terá de declarar como problema o baixo volume de vendas, não obstante o desempenho dos vendedores seja considerado ótimo.

2. A vontade de querer ser o melhor deve ser incentivada e valorizada. Uma das maneiras de inspirar as pessoas a buscar o melhor resultado é levá-las a estabelecer a ´lacuna´, a distância entre o momento atual e um ponto ideal, fixado com base no desempenho de concorrentes ou numa aspiração. A lacuna ajuda a estabelecer metas, além de dar uma visão de futuro.

3. A meta tem de ser colocada de forma técnica. A meta fácil demais de ser atingida não leva à busca de conhecimento. A meta impossível de ser atingida leva ao desânimo. A meta é o primeiro passo do método gerencial resumido na sigla PDCA (do inglês, ´plan-do-check-act´), isto é, planeje, execute, confira e corrija.

4. Quem tem muitas prioridades acaba por não ter nenhuma. É importante definir entre três e cinco metas prioritárias para perseguir e acompanhar. Do contrário, pode advir confusão e, em consequência, comprometer o sucesso do segundo passo do PDCA, ou seja, a execução.

5. Liderar é bater metas consistentemente. Na gestão de pessoas, a principal missão do executivo é saber estabelecer metas e cobrá-las sistematicamente até atingi-las. As pessoas gostam de ter metas porque sentem a importância de sua participação.

6. A falta de execução é combatida pela cultura de enfrentamento dos fatos, ou seja, apontar o dedo para quem não entregou o resultado.

7. Somente quem ama o seu trabalho alcança o sucesso.

8. Essas são idéias de Vicente Falconi de Campos, 69 anos, descritos em seu novo livro ´O verdadeiro poder´. Como consultor, ele ajudou a forjar a cultura de eficiência de empresas como AmBev e Gerdau e se tornou o mais influente especialista brasileiro em gestão de empresas e governos (´O guru do Brasil´. Exame, São Paulo: Abril, n. 957, 02 dez. 2009, p. 20).

9. Na área de custos, Falconi sugere a aplicação do conceito de orçamento matricial, no qual se comparam gastos semelhantes em diferentes áreas para identificar distorções. O Unibanco, somente no primeiro ano, economizou mais de R$ 200 milhões com a aplicação do orçamento matricial, afirma Moreira Salles (id.).

10. Decisões com base em opiniões se mostram, em geral, desastrosas, adverte Falconi.